Remo Brasília

Mensagens do Twitter

Músculos Utilizados

Músculos usados na remada

O remo é considerado o esporte mais completo que existe, a revista americana ‘’Forbes’’ destaca as principais características do remo que o colocam nessa posição:

1- Grande desenvolvimento cardio-respiratório. Atletas e praticantes de remo tem Vo2 máximo (capacidade de absorção de oxigênio)  bem acima da média.
2- Grande queima calórica. Por ser um esporte aeróbico,  o remo é apontado como o esporte que mais queima calorias (gordura), ideal para quem quer  perder peso e massa gorda. Uma hora de remo pode levar a queima de 1200 calorias.
3- Ganho de massa muscular. A prática de remo, leva ao ganho de massa muscular, principalmente de pernas, glúteos e abdômen, além de braços, peito e costas. o remo é um esporte muito harmônico, trabalha todos os grupamentos musculares  simultaneamente. É muito confundido com a canoagem, que evidencia bastante o trabalho superior do corpo. O remo trabalha principalmente pernas, glúteos e abdômen, responsáveis por 70% da força empregada em uma remada, que é finalizada pelas costas, peito e braços (30%).
4- Flexibilidade. O remo também garante o ganho de flexibilidade no corpo inteiro, é uma atividade dinâmica que trabalha constantemente a flexão e extensão de pernas e braços, além do tronco. O remo auxilia muito na correção de postura, ideal para quem trabalha muito tempo na mesma posição.
5- Segurança. Por ser um esporte aquático e sem impacto às articulações, o remo não oferece riscos de lesões e não tem qualquer contra-indicação. É o esporte que menos apresenta lesões entre os atletas de alto rendimento. Inclusive, é muito indicado para tratamento de hérnias discais, tendinites e recuperação pós cirurgia e tratamento fisioterápico.

A remada básica é uma ação muscular coordenada que requer aplicação de força repetitiva de maneiras fortes e suaves. Cada grupo grande de músculo irá contribuir para essa ação. Os requerimentos dos músculos foram analisados pelo Dr. Thomas Mazzone.

A remada foi dividida na seguinte seqüência:

1. Pegada
2. Puxada
• Ênfase nas pernas
• Ênfase no movimento do corpo
• Ênfase no tronco e no braço
3. Finalização da remada
4. Recuperação

A PEGADA

Os músculos das costas (eretor da espinha) estão relaxados para permitir a flexão do tronco, que é fornecida pelos abdominais. O psoas maior e menor e os ilíacos flexionam a pélvis e os quadris. O músculo serrátil anterior gira a coxa e permite que o corpo flexione entre as coxas para obter o máximo alcance. Os ísquiotibiais e o gastrocnêmio estão contraídos enquanto os joelhos estão flexionados. Os quadríceps são alongados, enquanto o fêmur contribui para a flexão do quadril. Os tornozelos são flexionados pelo tibial anterior.

Os cotovelos são estendidos pelo tríceps braquial. A pegada da alça é realizada pelos músculos flexores dos dedos e do polegar.

Imagem: Divulgação

Imagem: Divulgação

A PUXADA

– Ênfase nas pernas:

A primeira parcela da puxada demanda potência máxima das pernas. O quadríceps estende o joelho, e os pés em flexão plantar pelos músculos sóleus e gastrocnêmio. Uma série de músculos estabilizadores os ajuda ao apoiar o inferior das costas.

Todos os músculos do ombro estão contraídos. Estes incluem o supra e infra-espinhais, subescapular, redondo menor e maior, e os bíceps braquiais. A escápula é estabilizada pelos músculos serrátil anterior e trapézio.

Imagem: Divulgação

Imagem: Divulgação

Ênfase no movimento do corpo

Tal como os joelhos estão terminando a sua extensão, o quadril também está estendendo pela contração da musculatura glútea e posteriores de coxa. A extensão das costas está ocorrendo pela contração do músculo eretor da espinha.
Na parte superior do corpo, a flexão do cotovelo está ocorrendo através dos músculos dos bíceps braquiais e braquiorradial.

Imagem: Divulgação

Imagem: Divulgação

Ênfase no tronco e nos braços

Os joelhos estão maximamente estendidos e os tornozelos estão em flexão plantar. Além disso, a extensão do quadril e das costas está sendo completada. A musculatura da parte superior do corpo contrai com alto nível de força para finalizar a puxada. Os flexores do cotovelo são dominantes. Os músculos flexores e extensores ulnar do carpo do antebraço contraem para estabilizar os pulsos. O ombro é estendido.O braço é rodado internamente pelo latíssimo do dorso e o peitoral maior. O músculo redondo menor, o deltóide posterior e os bíceps estão agindo na junta do ombro. A escápula é girada para baixo pelo peitoral menor e, em seguida, puxada para trás pelo trapézio e o rombóide.

Imagem: Divulgação

Imagem: Divulgação

A FINALIZAÇÃO DA REMADA

Os joelhos e tornozelos permanecem constantes enquanto os quadris completam a extensão. Os extensores das costas estão continuamente contraídos, e a parte superior dos braços é rodada internamente pelo grande dorsal que está contraindo. O tríceps está estendendo os cotovelos ligeiramente.

Imagem: Divulgação

Imagem: Divulgação

FASE DE RECUPERAÇÃO

Os braços são empurrados para frente e para longe do corpo pelos cotovelos tríceps até atingir a plena extensão. Os deltóides anteriores contraem juntamente com os coracobraquiais e os bíceps, e da parte superior do braço levanta ligeiramente à medida que passa ao longo dos joelhos estendidos. Os músculos abdominais flexionam o tronco e depois das mãos terem passados pelos joelhos estendidos, começa o deslize para frente passando pelo dorsiflexão do tornozelo e flexão do quadril e do joelho.

Imagem: Divulgação

Imagem: Divulgação

Kinesiology of the rowing stroke, NSCA Journal, Volume 10, Number 2, 1988, Thomas Mazzone, M.D. Wyoming County Community Hospital, Warsaw, New York

Redes Sociais

Veja as novidades, fotos e vídeos do Remo Brasília nas principais redes sociais:

Remo em Brasília

Saiba como começar a remar em Brasília no Lago Paranoá e conheça os benefícios deste esporte completo para o seu corpo e para a sua saúde!

Clique para saber mais

Mapa de Localização

Mapa de localização de como chegar no Remo Brasília do Clube AABB e do Minas Brasília Tênis Clube.

Clique para saber mais